grego

10 de fev de 2007

Inaudita Beleza

Queria escrever um poema
Para te exaltar...
E não consegui.

Queria fazer uma música
Para te louvar...
E não fui capaz.

Queria falar, mas como?
Sobre tua grandeza
E foi-me impossível.

Tua inaudita beleza
Faz de tua presença
As palavras fugirem.

Sua excelsa glória
Abafa o som
Das mais belas melodias.

Como falar de ti?
Quais palavras?
Quais canções?

Oh! Inefável majestade,
Melodias e palavras não as há
Dignas de tua magnificência.

Dizer o indizível,
Cantar o silêncio,
É falar de Deus.

Mas há algo melhor
Que de ti falar...

É contigo conversar.

1 Comentários:

Anonymous Ju Figueiredo disse...

Pura verdade esse poema. Já me peguei assim varias vezes!

23/03/2011 15:30  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial